Cidades do interior de Portugal: como é morar e o incentivo do Governo Cidades do interior de Portugal: como é morar e o incentivo do Governo
Horário de Lisboa: 07h40 € Cotação: Euro Hoje

Saiba quais as principais cidades do interior de Portugal e quais as vantagens e desvantagens de morar longe dos grandes centros.

Morar nas cidades do interior de Portugal nem sempre é uma das primeiras opções dos brasileiros que pretendem se mudar para o país europeu. Mas você sabia que existem cidades incríveis em lugares mais afastados dos grandes centros, com poucos moradores e muita qualidade de vida?

Confira a seguir algumas sugestões de cidades para morar no interior de Portugal e quais as vantagens e desvantagens.

Como é o interior de Portugal

Portugal é um país europeu do sul do continente com 10,3 milhões de habitantes. É um país bastante rural, com muitos espaços verdes e parques de preservação e reservas naturais. 

O interior de Portugal conta também com aldeias, que são as vilas portuguesas. Muitas delas possuem menos de 2 mil moradores, plantam seus próprios alimentos e levam uma vida bastante pacata e com segurança. 

Portugal é um país com muita história e a grande maioria das cidades preserva suas tradições, gastronomia, suas festas populares e romarias. 

As áreas com menos densidade populacional são as regiões do interior de Portugal, não sendo nas áreas litorâneas.

Mapa de Portugal: turismo, geografia, divisões políticas e mais. 

 

Quais as principais cidades do interior de Portugal

Confira algumas das principais cidades do interior de Portugal para morar ou visitar:


Mapa com as cidades do interior de Portugal

Alcobaça

Alcobaça é uma cidade histórica do interior de Portugal, localizada no distrito de Leiria, na província de Estremadura. A pequena cidade conta com 7 mil habitantes.

morar em alcobaça

Alcobaça – Foto: PortugalTravelGuide.com

Tomar

Já a cidade de Tomar fica na província do Ribatejo, na região Centro. É uma cidade do interior de Portugal, com cerca de 20 mil moradores. Tomar é uma cidade templária, com muita história e muito bem preservada.

morar em tomar

Tomar – Foto: TheCultureTrip.com

Évora

A encantadora Évora é uma das cidades do interior de Portugal mais charmosas. Localizada no Alentejo, possui um Templo romano e fica na região centro-sul de Portugal, a 134 quilômetros de distância de Lisboa. 

evora Portugal

Évora – Foto: Erasmusu

Ponte de Lima

Ponte de Lima é considerada uma vila portuguesa, localizada na região norte do país. Com uma arquitetura medieval, e uma ponte histórica sobre o Rio Lima. O local fica a apenas 31 quilômetros da cidade de Viana do Castelo.

morar em ponte de lima

Ponte de Lima – Foto: QualViagem.com.br

Guarda

Guarda é uma boa opção de destino para morar nas cidades do interior de Portugal. É uma das cidades mais altas de Portugal, com 1.056 metros de elevação, localizada na região centro, sub-região das Beiras e Serra da Estrela. Possui 26 mil habitantes. 

morar em guarda portugal

Guarda – Foto: MyGuide.iol.pt

Barcelos

Barcelos é uma cidade famosa por conta do Galo de Barcelos, um dos símbolos de Portugal. Está localizada na região norte do país e tem um centro histórico muito bem preservado e cheio de flores e praças. 

morar em barcelos portugal

Barcelos – Foto: VagaMundos.pt

Lamego

Lamego está na lista das cidades do interior de Portugal e fica na região do Douro, onde é produzido o vinho do Porto e muitos vinhos do Douro. Com 12 mil habitantes, é uma região lindíssima, tanto para visitar, quanto para morar com sossego. É uma das cidades mais antigas do Reino de Portugal. 

morar em lamego portugal

Lamego – Foto: Agoda.com

Conheça os dados gerais de Portugal em 2020: economia, turismo e política. 

Vantagens de morar nas cidades do interior de Portugal

Entre as vantagens de morar no interior de Portugal estão os incentivos do Governo. Um dos programas é o Emprego Interior MAIS – Mobilidade Apoiada para um Interior Sustentável, que visa incentivar a mobilidade e o emprego no interior de Portugal, em regiões pouco povoadas. 

O decreto-lei foi publicado no dia 17 de julho de 2020 e garante o apoio financeiro aos cidadãos que forem morar nas regiões menos povoadas de Portugal.

O IEFP (Instituto do Emprego e da Formação) será responsável por atribuir o apoio as profissionais que celebrarem contratos de trabalho ou que criarem o seu próprio negócio. 

O incentivo é válido para as famílias que se mudarem para o interior de Portugal (em uma lista de cidades estabelecidas pelo governo). 

Para receber o apoio de € 2.632,86 euros, os trabalhadores devem estar inscritos no IEFP como desempregados ou empregados à procura de um novo emprego. 

Além disso, devem estar inscritos na Segurança Social e com a situação regularizada tanto na Segurança Social, quanto nas Finanças (Autoridade Tributária e Aduaneira). 

Conheça outras importantes cidades do interior de Portugal:

Covilhã, no centro do país.

A Vila Murada de Óbidos

Águeda, a cidade das sombrinhas coloridas


Apoio Financeiro para os moradores do interior

O valor do apoio financeiro para os trabalhadores que se mudarem para o interior de Portugal (com um contrato de trabalho ou abrindo a sua própria empresa) pode aumentar de valor de acordo com o número de pessoas da família, sendo 20% por cada elemento da família (chamado de agregado familiar). Podendo chegar até € 4.827,00 euros de apoio ao trabalhador. 

Além disso, o valor de subsídio pode ser maior para cidadãos portugueses que residam no exterior e que queiram retornar ao país, para morar no interior de Portugal com a família. 

Entre outras vantagens de morar no interior de Portugal estão a qualidade de vida, a segurança de viver em uma cidade pequena, uma vida mais tranquila, sem estresse e um custo de vida mais baixo

Poder se deslocar a pé para o trabalho, respirar um ar puro, ter uma alimentação mais saudável com produtos comprados diretos dos produtores e ter afastamento das grandes cidades, dos lugares cheios de pessoas e do trânsito. 

Leia também sobre investir em Portugal: vale a pena como brasileiro?

Desvantagens de morar no interior de Portugal

Entre as desvantagens de morar nas cidades do interior de Portugal estão a falta de atividades para fazer. Quem gosta de agito, talvez não consiga se adaptar a uma vida mais pacata. 

No interior de Portugal você encontrará grandes redes de supermercados, porém, não terá um grande shopping center, cinema e grande shows e espetáculos. 

Por isso, você precisa avaliar o que busca na vida: mais agito, eventos, ou se está com vontade se acalmar, buscar um lugar mais sossegado e sem estresse. 

Morar no interior pode ser incrível para criar os filhos, para pessoas aposentadas e quem quer um recomeço com muita qualidade de vida. 

Também pode te interessar o artigo como morar em Portugal: tudo o que você precisa saber.

Por Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é brasileira, jornalista, mora na Europa desde 2014. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, experiência na área de assessoria de imprensa e televisão. Já morou na Inglaterra e atualmente mora em Portugal. Amanda já visitou 15 países do mundo, ama viajar e conhecer novas culturas e gastronomias. É co-fundadora do site Vagas pelo Mundo, apresentadora do podcast "Partiu Morar Fora" e produtora de conteúdo.

Envie sua mensagem! Responderemos assim que possível.

SOBRE NÓS

A Martins & Oliveira Sociedade de Advogados é um escritório de advocacia especializado em procedimentos envolvendo Brasil e Europa, com atuação em Portugal, Itália e Espanha.

Os principais serviços oferecidos são: Assessoria para aquisição da Nacionalidade Portuguesa, Vistos de Residência para Portugal e demais procedimentos que envolvam os dois países.

Nossos advogados têm inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil e de Portugal.

Conheça mais sobre o trabalho no site www.martinseoliveira.com.br.