Horário de Lisboa: € Cotação: Euro Hoje

Se você está pensando em expandir seus estudos para além do mestrado e quer ter a chance de estudar em alguma instituição conceituada internacionalmente, fazer um doutorado em Portugal pode ser uma opção para você! Vamos saber como?

Quais as melhores universidades para fazer doutorado em Portugal?

Portugal oferece inúmeras oportunidades para você iniciar um programa de doutorado e escolher onde estudar pode não ser uma tarefa fácil, mas vamos te passar algumas dicas que poderão ajudar!  

Através dos sites QS World University Rankings e The World University Rankings (THE) você poderá conferir as posições das melhores universidades de Portugal e a partir daí poderá decidir se alguma poderá ser o seu destino de doutorado em terras lusitanas.

Cada site utiliza critérios específicos para medir as performances das universidades mundiais que variam desde qualidade de ensino, números de pesquisas publicadas, até reputação junto aos empregadores. 

De maneira geral, o ranking entre um site e outro varia um pouco, mas  o resultado com as melhores é o seguinte:

QS World University Rankings

Universidade de Lisboa (n° 338)

Universidade do Porto (n° 353)

Universidade de Coimbra (n° 406)

Universidade Nova de Lisboa (n° 421)

Universidade de Aveiro (n° 551-560)

Universidade do Minho (n° 651-700)

Universidade Católica Portuguesa (n° 801-1000)

The World University Rankings (THE)

Universidade Católica Portuguesa

Universidade do Porto

Universidade de Lisboa

Universidade de Aveiro

Universidade Beira Interior

Universidade de Coimbra

Iscte – Instituto Universitário de Lisboa

Universidade do Minho

Além das melhores que listamos acima, ainda existem outras universidades que também oferecem bons programas de doutorado em Portugal e poderão ser consideradas, como a Universidade de Évora, Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro e tantas outras!

Agora que já sabe as opções de universidades para fazer o doutorado em Portugal, vamos explorar um pouco mais o assunto!

Como funciona o processo de candidatura para um doutorado em Portugal?

Para se candidatar para um Doutoramento em Portugal, sim, em terras lusitanas, o doutorado é chamado de “doutoramento”, você primeiro precisa ter um título de mestre, salvo raras exceções quando este título é dispensado.

Além disso, é muito importante você escolher um tema de estudo que tenha a ver com a instituição de ensino que você for escolher estudar e, uma dica: antes de se candidatar, realize pesquisas e, se for o caso, se comunique com os professores para verificar se a ideia poderá ser bem recepcionada naquela universidade.

Pesquisa feita, universidade escolhida (poderá ser mais de uma), é hora de iniciar o processo de candidatura!

Prazos para fazer doutorado em Portugal

Cada Universidade possui um calendário para a realização das candidaturas, que variam entre março e abril de cada ano, mas é sempre bom conferir as datas oficiais no site da instituição que você escolher estudar para não ter erro.

Dica! Geralmente as datas oficiais saem no final de fevereiro, a partir de quando você poderá já separar os documentos necessários.

Documentos para se candidatar para um doutorado em Portugal

Não há um padrão de documentos que são exigidos, já que cada Universidade possui liberdade para criar seus próprios critérios, mas de qualquer forma, vamos falar dos básicos, para você já se preparar:

  1. Fotocópia do Passaporte
  2. Diploma do Mestrado – com Apostila de Haia;
  3. Histórico Escolar do Mestrado – com Apostila de Haia;
  4. Curriculum Vitae com data e assinatura (e algumas universidades ainda podem exigir uma Carta de Motivação);
  5. Pré-Projeto de Tese e/ou Artigos Científicos Publicados (este requisito pode ser opcional em algumas universidades;
  6. Comprovante de pagamento da taxa de inscrição, que varia de 40€ e 120€.

Apesar da lista “básica” acima, é muito importante ler com atenção o Edital de Candidatura, quando for submeter a sua, pois os documentos e critérios de seleção podem variar.

Quanto custa um doutorado em Portugal?

Os valores investidos para fazer um doutorado em Portugal variam muito de acordo com o curso e com a instituição de ensino escolhida, mas a média de valores, entre as universidades públicas é a seguinte:

  • Para alunos com nacionalidade portuguesa ou de algum país da União Europeia – os custos variam de 1.300€ a 3.000€ por ano;
  • Para alunos de países de língua portuguesa, incluindo o Brasil, os valores podem ser reduzidos também e variam de 1.300€ a 3.000€ por ano;
  • Para alunos internacionais, os valores são de 3.000€ a 8.500€ por ano.

Apesar do valor mais reduzido para alunos falantes da língua portuguesa, para você não ser pego(a) desprevenido(a), lembre-se que um curso de doutorado dura em média 3 anos, ou seja, o valor acima deverá ser pago por ano e além disso, você também deverá levar em conta os custos para viver em Portugal durante este período. 

Mas se você ainda possui condições financeiras para fazer um doutorado em Portugal, não se preocupe, pois há algumas opções de bolsas!

Bolsa para Doutorado em Portugal

Sim, é possível o candidato submeter um pedido de bolsa na hora da candidatura para um programa de doutorado em Portugal e ele pode ser feito de várias maneiras:

1- Diretamente nas Universidades

Os critérios para submissão dos pedidos de bolsa variam muito de universidade para universidade e cada uma conta com um tipo de programa.

As Universidades mais populares, como a Universidade do Porto e a Universidade de Lisboa, por exemplo, podem oferecer mais opções, principalmente nas área científicas e técnicas. 

Assim, vale a pena avaliar cada um deles, para ver quais as oportunidades e incentivos que cada programa pode oferecer.

2- Bolsa pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia – FCT

A FCT, que está entre os principais órgãos portugueses que oferecem bolsas que, geralmente, são concedidas pelos critérios de mérito e projetos que podem ser selecionados e financiados. 

Para doutorandos, as chances de conseguir uma bolsa é bem alta, considerando o interesse do meio acadêmico e científico de Portugal.

3- Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Sendo o Brasil um país membro do CPLP, tal fato pode garantir a redução de custos nos valores anuais dos programas de doutorado em Portugal e, além disso, algumas universidades ainda oferecem condições especiais aos que que pertencerem a este bloco de países. 

Assim, é sempre bom olhar os editais de candidatura com calma, para avaliar as suas possibilidades.

4- Bolsas pelos programas da CAPES e CNPq do Brasil

Os programas de bolsas voltados para pesquisas, doutorado e pós doutorado, incentivados pelo Governo Brasileiro estão cada vez mais restritos e raros.

De qualquer forma, é sempre bom consultar o site da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para acompanhar alguma atualização, sobre a publicação de um novo edital.

Quando vigentes e ativos, os programas oferecem boas oportunidades para fazer o intercâmbio de conhecimento entre o Brasil e os países parceiros, incluindo Portugal.

As bolsas oferecidas, incluem o pagamento de incentivo mensal para cobrir as despesas dos estudos e os programas variam desde bolsas individuais, até aquelas vinculadas a projetos conjuntos de pesquisa ou de parcerias universitárias.

Posso fazer doutorado sanduíche em Portugal?

O programa não possui relação com comida, apesar do nome e ele vem a expressão inglesa doctoral stay ou sandwich doctorate.

O estudante que está cursando Doutorado, através do programa de doutorado sanduíche, poderá realizar parte de seu trabalho e estudos em uma universidade no exterior. 

Assim, desde que as universidades, brasileira e portuguesa, tenham uma parceria, o aluno poderá fazer este intercâmbio.

Para participar do programa você deve estar cursando doutorado e a universidade destino deve te aceitar. 

Assim como nos programas normais de doutorado, as mesmas ofertas de bolsas também são ofertadas ao doutorado sanduíche e merecem ser analisadas, caso seja o caso.

Doutorado em Portugal

Vale a pena o doutorado em Portugal para brasileiros?

Esta pergunta é muito relativa e pessoal, pois dependerá do tipo de desafio e estudo que você busca. Fazer doutorado deve ter muita relação entre o que você estuda e o que a universidade tem a oferecer de estrutura, suporte e intercâmbio de informações.

Portugal é um país falante da língua portuguesa, possui boa estrutura e desenvolvimento universitário, além de oferecer inúmeros programas de incentivo ao estudo.

Ainda, sem contar que dentre todos os países de destaque na União Europeia, Portugal é o que possui o custo de vida mais baixo, e o que oferece as melhores condições para facilitar a vinda de estudiosos brasileiros ao país.

Sendo assim, sim, vale a pena fazer doutorado em Portugal! E se precisar de ajuda no processo, conte com a gente!

Por Fernanda Terron

Advogada, escritora e empreendedora na Europa. Sou aquela que deixou a rotina das 09h às 18h em grandes empresas para viver a experiência do desconhecido, primeiro, desbravando Portugal e, hoje, a Alemanha. Nesta vida que levo, descobri que viver pode ser bem descomplicado, dependendo da forma como você enxerga o mundo e das pessoas que você encontra no caminho.

SOBRE NÓS

O portal Nacionalidade Portuguesa é um canal de conteúdo exclusivo e atualizado sobre Portugal.

Para procedimentos jurídicos e administrativos, envolvendo a mudança de país, aquisição da Nacionalidade Portuguesa, vistos de residência, abertura de empresas, ou qualquer outro procedimento necessário no Brasil ou em Portugal, é indicado o escritório Martins & Oliveira Sociedade de Advogados.

A Martins & Oliveira Sociedade de Advogados é um escritório de advocacia especializado em procedimentos envolvendo Brasil e Europa, com atuação em Portugal, Itália e Espanha.

Conheça mais sobre o trabalho no site www.martinseoliveira.com.br.