Horário de Lisboa: 18h25 € Cotação: Euro Hoje

O país é um dos mais ricos da Europa quando se trata de variedade e sabores à mesa. Listamos os 10 pratos mais tradicionais da culinária portuguesa.

 

Francesinha

Francesinha - nacionalidade portuguesa

Prato típico da região norte portuguesa é mais indicado para quem tem paladar forte. A francesinha é uma espécie de sanduíche com pão, carne, lingüiça, presunto, queijo, coberta com um molho bem picante que leva cerveja e em cima te tudo um generoso ovo estrelado. De acordo com a história, a Francesinha foi batizada pelo português Daniel David Silva que na década de 1950 trabalhava no restaurante “A Regaleira”, no Porto. Daniel havia morado na França, e usou como inspiração um dos sanduíches mais típicos de França, o “Croque-Monsieur”. Ele adaptou a receita aos ingredientes da região e criou a alma do prato, o molho original que até hoje é copiado por muitos restaurantes.

Leia também: 5 comidas típicas para provar em Lisboa

 

Bacalhau a Brás

bacalhau a Brás - nacionalidade portuguesa

O Bacalhau é definitivamente um dos símbolos de Portugal e pode ser preparado de infinitas maneiras. Um dos mais populares é o Bacalhau a Brás, o preparo é um dos mais simples e rápidos. É necessário saltear o bacalhau desfiado com cebola e batata palha, depois adicionar azeitonas e salsa, o resultado é um prato aromático e cheio de sabor. Não se esqueça de utilizar um azeite de boa qualidade, de preferência original português. Por ser tão saboroso e fácil de cozinhar, a sua fama não é surpresa. Diz a lenda que a receita tradicional foi criada por um taberneiro do Bairro Alto, em Lisboa, de nome Brás.

Leia também: 8 comidas que você deve provar em Portugal

 

Sardinha assada

Sardinha assada - nacionalidade portuguesa

Sabe a expressão “puxar a brasa para minha sardinha”? Pois é, ela nasceu com a forma de preparar um dos pratos mais tradicionais da culinária portuguesa. A sardinha assada é encontrada nas tradicionais festas de São João e de Santo Antônio, as sardinhas são assadas na grelha e servidas geralmente com pimentões verdes assados e batatas cozidas. A sardinha assada faz parte da cultura portuguesa e aconselha-se serem saboreadas em cima de uma fatia grossa de pão que absorve a gordura natural. Tem um sabor acentuado e marcante, portanto não exagere.

Leia também: Tradições portuguesas

 

Queijo Serra da Estrela

Queijo Serra da Estrela - nacionalidade portuguesa

O Queijo Serra da Estrela é uma das comidas típicas de Portugal mais originais e significativas, pois além de toda carga gastronômica também representa a cultura regional da região da Serra da Estrela. A casquinha dura do lado de fora protege o conteúdo cremoso do interior da iguaria. É o queijo mais antigo queijo do país e leva leite de ovelha, com um sabor intenso e textura cremosa. O sabor varia entre suave e amanteigado e mais duro com um sabor mais forte, tornando-o num deleite para amantes de queijo e apreciadores da culinária portuguesa. As referências ao Queijo da Serra remontam à ocupação romana e o processo de fabricação está descrito pela primeira vez no que é hoje considerado o primeiro Tratado de Agricultura. Ao longo dos séculos, vários reis portugueses reconheceram a riqueza deste produto artesanal nacional, e ofereceram a iguaria a ilustres convidados da nobreza.

Leia também: Preços de Mercado em Portugal

 

Cozido à portuguesa

cozido a portuguesa - nacionalidade portuguesa

Um cozido tradicional com carne, este prato inclui frango, carne de vaca, porco e várias salsichas de porco. É literalmente um prato cheio para quem aprecia carne. Em seu preparo também são acrescentados alguns vegetais, como cenouras cozidas, couve e feijão. A água utilizada no preparo transforma-se em um nutritivo caldo que geralmente é utilizado para cozinhar o arroz que acompanha o prato. O modo de preparo e a combinação de ingredientes podem variar de região para região, apesar de ser um prato encontrado por todo país.

 


Tripas à moda do Porto

Tripas a moda do Porto - nacionalidade portuguesa

Este é o prato símbolo da cidade do Porto, tem mais de 600 anos de tradição e há quem chame os portuenses de “tripeiros”. Conta a história que o prato tem origem na época dos descobrimentos, quando em 1415, terem a população cedido as carnes que tinham à armada do Infante D. Henrique quando esta partiu para a conquista de Ceuta, tendo apenas sobrado as vísceras para se alimentarem. O prato de hoje, além das tripas, leva também enchidos, vários tipos de carne e feijão branco.

 

Alheira de Mirandela

Alheira de Mirandela - nacionalidade portuguesa

Um clássico entre salsichas defumadas e chouriços. Segundo a tradição, este embutido foi criado por cristãos novos que, em segredo, continuavam a guardar costumes da sua renegada religião judaica sem comer carne de porco, mas queriam dar a entender a toda a sociedade que eram cristãos assumidos e bem integrados. Hoje em dia, este chouriço sem porco tornou-se um prato clássico da gastronomia portuguesa, normalmente servido com grelos cozidos e ovo. Desde 2013, a Alheira de Mirandela só pode ser produzida no concelho de origem, uma ambição antiga dos produtores locais que se concretizou com a atribuição de Indicação Geográfica Protegida ao enchido tradicional.

Leia também: O que um brasileiro pode trazer na mala de Portugal

 

Arroz de Cabidela ou Arroz de Pica no Chão

Arroz de cabidela - nacionalidade portuguesa

Uma das receitas mais antigas da cozinha portuguesa, o Arroz de cabidela também é conhecido por Arroz de Pica no Chão ou Galinha de Cabidela. É um prato que requer um ingrediente um tanto quanto incomum, o sangue fresco de uma galinha caipira. Embora muitos estranhem o ingrediente, é considerado uma refeição verdadeiramente irresistível. O nome Arroz de Pica no Chão nada mais é do que uma explicação do que faz a galinha (enquanto ainda está viva). O prato deixa o arroz escuro e é servido com uma textura mais cremosa, acompanha bem uma taça de vinho tinto.

 

Caldo Verde

Caldo Verde - nacionalidade portuguesa

As sopas são uma tradição em Portugal. O caldo verde português é preparado geralmente com couve-galega, típica da região norte mas muito divulgada e com impacto em todo o país. É uma sopa medianamente espessa e de cor predominantemente verde, uma vez que a couve é cortada em tiras bastante finas. É um prato de entrada e serve-se antes da refeição principal. O caldo verde tradicional é servido em tigelas de barro, acompanhado de broa e uma taça de vinho verde.

 

Pastel de Nata

Pastel de Nata - nacionalidade portuguesa

O mais tradicional doce português é mais conhecido no Brasil como Pastel de Belém, porém em Portugal este nome só pode ser empregado ao original fabricado na fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa. A história é famosa e dá conta de que em 1837, no bairro de Belém, os monges do Mosteiro dos Jerônimos começam a vender Pastéis de Nata, a fim de arrecadar dinheiro. A receita original foi logo bem guardada. Os chefes pasteleiros são os únicos a conhecer o segredo, e devem prestar juramento de silêncio para salvaguardar a fama da receita gastronômica. No entanto, hoje em dia qualquer café ou pastelaria em Portugal oferece os conhecidos Pastéis de Nata, que também são pedidos no balcão simplesmente como nata. O doce consiste em uma massa folhada com recheio de um doce de creme de ovos, levemente doce e pouco gordurosa.

Leia também: Como é a gastronomia portuguesa

Você pretende residir em Portugal? Há duas opções: Tendo a Nacionalidade Portuguesa ou algum Visto para Portugal. Obtenha mais informações nas imagens abaixo:

                       

 

Por Liliane Machado

Jornalista, formada pela Unisociesc (Blumenau/SC/Brasil) e especialista em Mídias Digitais. Cursa mestrado em Ciências da Comunicação na Universidade do Minho (Braga/Portugal) e tem experiência em TV, rádio, assessoria de imprensa e web. Mora em Portugal desde setembro/18, adora contar histórias, fazer amizades e não resiste a uma boa conversa seja com quem for: pessoas, animais, plantas e até extraterrestres.

Envie sua mensagem! Responderemos assim que possível.

SOBRE NÓS

O portal Nacionalidade Portuguesa é um canal de conteúdo exclusivo e atualizado sobre Portugal.

Para procedimentos jurídicos e administrativos, envolvendo a mudança de país, aquisição da Nacionalidade Portuguesa, vistos de residência, abertura de empresas, ou qualquer outro procedimento necessário no Brasil ou em Portugal, é indicado o escritório Martins & Oliveira Sociedade de Advogados.

A Martins & Oliveira Sociedade de Advogados é um escritório de advocacia especializado em procedimentos envolvendo Brasil e Europa, com atuação em Portugal, Itália e Espanha.

Conheça mais sobre o trabalho no site www.martinseoliveira.com.br.